sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Um bom ano é o quê?



Um presidente da república, um chefe de governo, um rei, tem por dever, obrigação e tradição o hábito de se fazer às mensagens de natal e ano novo. Também eu, monarca auto-coroado, direi de meu enfado.

Desejo a todos um bom ano, por isso, poupem-me o latim e não me exijam todos os dias os bons dias. Desejo que todas as portas a todos se abram, leiam se dizem "puxe" ou "empurre" e ajam em conformidade, desprezem as de abertura automática. Desejo que encontrem tudo aquilo que procuram, seja nos corações, na carteira ou no google.

Passem um bom revirão e não deixem de beber por conduzir, são tudo tretas! Ouvi hoje um GNR dizer que um em cada três condutores acidentados acusa álcool, para concluir que o consumo de bebidas alcoólicas está relacionado com os acidentes. Ora que eu saiba um é menor que dois o que, alinhando nessa relação a lógica, seria de concluir exactamente o contrário. Se um dia se lembrassem de associar a condução à cor dos olhos chegariam por certo à conclusão que a maioria dos acidentes se dá com pessoas de olhos castanhos?

Esta reflexão serve apenas para desejar que no novo ano não sejamos mais azucrinados com números e estatísticas parvas, da saúde ao bem estar, do trabalho à economia, da fornicação à onania.

Um bom ano é o quê?

5 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Um bom ano é o quê?
Sei lá...
Talvez... andares por cá
Deixa o gajo vir, e depois se vê

Zambujal disse...

É o que te desejamos (para todos!).
Um ano OVO... (e não foi falha de tecla...)

Manuel Veiga disse...

das portas rotativas eu já desconfiava...
as automáticas entro sempre com o pé esquerdo.

Bom Ano, (seja lá o que for)

léah disse...

Quero muita coisa para ter um bom ano, mas encontrar o seu blog já faz parte de ter um bom ano, pois diverti-me muito lendo sua mensagem.
Pra você também um Ano com tudo que considere bom.
Abraço Léah

maceta disse...

Um abraço de amizade e um ano 2017 mais a favor...